quarta-feira, abril 23, 2008

Um presente roubado

Assisti a "Um beijo roubado", em inglês, "My blueberry nights", o novo filme de Wong Kar Wai, seu primeiro filme rodado nos Estados Unidos. Um dos temas e uma das narrativas paralelas ao enredo-pilar é a do apaixonado que não consegue se libertar do antigo amante, e vive sem viver como um errante obcecado pelo passado.
Este sub-tema ou sub-trama - como preferirem (afinal leitor, você é quem sabe tudo!) - é inclusive um dos pontos fortes do filme, com atuações empolgantes dos atores, a mais conhecida, Raquel Weisz.
Mas não é para dar minha impressão do filme que resolvi escrever este, motivado na verdade por outra coisa, por esses escravos do passado acorrentados por um sentimento que alimenta e sufoca. Pois dias desses encontrei um "desses" numa situação insuspeita - numa reunião de negócios dessas de mais de 3 horas, com um representante de empresas de cartões para postos de gasolina, que percorre de Porto Alegre a Rio Branco em poucos dias, e todos os dias na estrada de postos em postos, de restaurante em hotéis baratos de beira de estrada. Num breve momento de pausa, eis que olhando pela janela numa tarde escura, quando eu esperava que ele falasse de uma idéia para o projeto em discussão, ele diz, com um ar distante:

- Só me resta trabalhar nessa vida... O céu é cinza!

Não entendi.

- Ninguém sabe porque ela me deixou!

A reunião logo acabou e no café ele me disse que se referia a uma mulher que o havia deixado há 10 anos atrás, e que, desde então nunca mais havia se relacionado com outra mulher. Hoje ele tem apenas 35 anos...

Mas ele não deseja ou por qualquer motivo não a esquece... E eu me pergunto se isso é amor ou loucura.


2 comentários:

Anônimo disse...

Barba, que chique esse novo look do seu blog! Adorei.
Gostei muito desse filme, e me encantou uma frase da personagem da NOrah Jones: 'Escolhi o caminho mais longo pra atravessar a rua...' Fiquei pensando que às vezes a gente precisa passar por algumas coisas, trilhar um caminho - o caminho da individuação. Mas ali ela já tinha decidido que ia superar, e esse seu colega pelo visto não...
beijo
Tati

Priscila disse...

Oie, postei as fotos! Consegui