quarta-feira, janeiro 31, 2007

Vidente do amor

Vi o seguinte anúncio num poste da Avenida Pacaembu em São Paulo: “Vidente do amor. Conquiste a pessoa amada. Pagamento após resultado.”
Não pude deixar de ficar matutando nisso.
Primeiro que meus conhecimentos místicos dizem que vidente é aquele que tem a capacidade de prever o futuro, possui a mediunidade de vislumbrar acontecimentos antes mesmo de tornarem-se fatos. Acontece que o tal anúncio sugere que a nossa vidente fará com que a pessoa desejada se apaixone pelo seu cliente, e isso não é vidência, e sim, (como devo chamar?) mandinga, bruxaria, simpatia. Devo aconselhá-la a atualizar seu anúncio. Talvez: “Simpatia do amor”, “Bruxa do Amor”ou até mesmo, “Mandingueira do amor”.
Mas o melhor de tudo é que o pagamento está condicionado aos resultados. Como assim? O cliente (mal amado) assina uma promissória que tem o pagamento condicionado à conquista do fulano de tal, RG n˚ tal, endereço tal? Ou a vidente confia tanto em seus poderes, a ponto de que seus clientes voltarão felizes ao seu consultório (como é o nome do local em que a vidente atende?) com o cheque na mão e o sorriso de satisfação no rosto? Óbvio, com seus poderes mediúnicos ela enxergará o que está acontecendo realmente e então cobrará seus clientes. Ou será que a explicação está em seu anúncio? Como ela é uma vidente do amor, ela faz antes a simpatia e logo em seguida uma previsão dos resultados, e em caso de previsão de sucesso o cliente realiza o pagamento? Ora, não deixa de ser um pagamento após o resultado, já que seus poderes lhe permitem que possa trazer os resultados futuros para o presente.
Pensando melhor, fico com a opção de que a tal vidente, ou melhor, a mandingueira, estabelece uma exemplar relação de confiança com seus clintes, e obviamente, autoconfiança em seus poderes, que não deixa de ser uma lição para nós, desconfiados.
Aliás, desconfiança certamente prevista por nossa mandigueira, e talvez “trabalhada” por ela, uma vez que isso tenha aumentado seus potenciais clientes consideravelmente, com tantos solteiros por aí a conquistarem seus amores.

2 comentários:

raquel disse...

hahaha otimo!

Filé disse...

muito boa!